Perigosa

Anda, vai mesmo lá,
canalha, ordinário!
Deixe-me aqui mesmo,
babaca!

Uma escolha você fez,
trocou o que era bom
pelo incerto, vão.

Pensa que vai ficar assim?
Ah, não!
Vai ter volta,
essa revolta que eu sinto,
aguarda,
vai cair sobre você como uma maldição!

Usou, abusou,
jogou fora.
Provocou a pessoa errada,
você não sabe do que sou capaz!

Um comentário sobre “Perigosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.