As coisas mudam

Aí um dia as pessoas começam a trocar as palavras
e quem se dizia apaixonado, hoje te odeia
e quem dizia que te amava, hoje não olha na sua cara

Aí a conversa muda, um dia
e quem te dava o mundo
bate na sua cara
e quem te dava flores
hoje não te nem mais bom dia

E o sentimento muda,
as loucuras de amor
foram loucuras realmente

E um dia a mesa vira
e as juras, os segredos
e as lutas e os medos enfrentados juntos
são medos e lutas de cada um agora

E quem dizia ser um absurdo
que o amor um dia fosse acabar
não sabe o tamanho da própria foice
que é praguejar quem um dia se amou

Nascimento

Minha alma aflorada,
aberta, escancarada
feito pássaro de asas abertas

Voa em versos
abre sensibilidade
nessa arte que me entrego

Nem sempre com esmero
às vezes, sem cobrança
como criança que apenas corre,
rodopia e fica tonta, mas se diverte

E assim o meu espírito canta
e festeja e se lança
mostrando que a alma é eterna,
que a vida é bela e que não se cansa
de ensinar a adultos tristonhos
que muito mais que ser sonho utópico
o mundo pode deixar de ser um velório
e ser feliz como um criança de colo
mesmo que chore
desesperadamente

Guia-me ao amor

Concede a mim a graça do meu desejo
que os meus planos sejam Seus planos
e que Sua mão aqueça o meu peito, Senhor

Liberta de mim todo a escuridão,
todo o pensamento baixo, toda a tristeza
pois o meu dom será sempre Seu
e por ser filho Seu
quero abrir o caminho da paz

Livra o mundo uma vez mais da descrença
liberta todos da solidão, use-me
guia-me ao amor, leve-me, por favor
para o seu coração, Senhor!